Publicado em Poesia

A Minha Saudade Tem Nome (poema)

Saudade é a ausência que dói
É aquele aperto no peito quando se olha pro lado e não vê ninguém

Saudade é a cama vazia, o silêncio no quarto
É aquele filme que se assiste sozinha pensando nele

Saudade é o universo desconhecido
É aquele espaço em branco no céu, sem lua nem estrela

Saudade é a rua deserta no meio da cidade
É aquele passo que se dá sem firmeza, com medo de tropeçar

Saudade é a presente lembrança do que passou
É aquela música que ele tocou um dia, aquela que ninguém mais conhece

Saudade é a lágrima da madrugada
É aquele pensamento todo nele, é ter a alma toda nele

Saudade é a vida parada, relógio sem ponteiros
É aquela eterna lacuna, sem começo e sem fim

Saudade é a imensidão do que não existe
É aquela janela aberta para o horizonte solitário

Saudade é a hora que nunca passa, o dia que nunca chega
É aquele abraço que ainda está aguardando para ser dado

Saudade é a espera pelo retorno
É aquela vontade inenarrável de ter de novo no seu corpo a metade que ficou pra trás

 

Thaís Bartolomeu

Autor:

Thaís tem 25 anos, é formada em Letras pela UFF e recentemente concluiu o mestrado em Literatura Brasileira. Adora dar aula e sempre que dá leva alguma música. A Thaís acha o Machado de Assis o escritor mais genial e totalmente incrível de todos os tempos e na música não há outro como John Mayer. Ela sabe fazer um brigadeiro muito bom, mas garante que escrever é o que de fato ela sabe fazer de melhor nessa vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s