Pense positivo, guria!

Stonehenge_(sun)

Quando é pra citar a música Wheel, do John Mayer, a gente geralmente escolhe aqueles lindos versos com que ele a encerra:

I believe that my life’s gonna see
The love I give returned to me
(Eu acredito que a vida vai ver / o amor que eu dou retornar pra mim)

Realmente isso é uma lindeza! Mas como é difícil acreditar nisso quando a vida desanda a te dar um monte daqueles dias tumultuados e problemáticos, um atrás do outro! Tem épocas que as coisas ficam tão complicadas que fica difícil pensar em qualquer coisa boa. Mas, na verdade, isso geralmente acontece porque nós nos apegamos tanto às coisas boas da vida que fingimos que ela é toda boa, ou que é boa sempre.

Há um trecho dessa música que até ontem me passava sem me chamar muita atenção, e é justamente o que ele fala antes daqueles versos tão perfeitos:
You can’t love too much one part of it (Você não pode amar demais só uma parte disso)
E não é justamente o contrário o que a gente faz? Não é bem verdade que a gente é chegado a gostar só da parte boa da vida?

Só que a vida é essa roda que o John fala na música. Ela não para e nós não ficamos sempre no mesmo lugar. Assim como existem os sorrisos e as alegrias, existem também as lágrimas e decepções. Mas tudo na vida é aprendizado para quem está disposto a sempre crescer. Às vezes aprendemos vendo o exemplo dos outros, ou conversando com os amigos, mas outras vezes é necessário sentir a dor na própria carne.

O que nos faz melhores e o que nos faz crescer depende de como a gente reage a esse ‘lado ruim’ da vida. Essa é a hora de continuar amando, continuar acreditando, continuar sonhando. É o momento de mostrar que você é forte e vai permanecer firme independente das intempéries ao seu redor, assim como a Stonehenge. Que difícil pensar positivo com tudo desmoronando dentro e fora da gente!

Mas uma coisa é certa e eu até já falei sobre isso em outros textos aqui: a vida traz de volta o que você dá a ela. Por isso pensar positivo, pensar em coisas boas, é o melhor que você pode fazer se você quer que a vida te proporcione mais coisas agradáveis. Pense em tristeza, fique cabisbaixo e depressivo e a melancolia não vai te abandonar. Pense colorido, tente sorrir, faça o bem e você logo verá se abrir um clima mais azul.

( Obrigada, Dedé, pelos 6 dias de conversa que me convenceram a pensar positivo! 🙂

Daquilo que cê foi – Gabriel Rangel

10719305_957529137597264_458077431_n

Entra, pode ficar
Mas não esquece
De deixar aquele pedaço
Que nos fez virar
O que não somos
Não somos mais
Sem mais
Aqui
Jaz
Um amor que já se foi
‘Oi, tudo bem?’

Não esquece de passar depois
Pra ver se ela repôs
Tudo aquilo que cê foi
E quando se foi

Entra, pode buscar
Mas não esquece
De levar suas memórias
Que ontem cê deixou
Não é nada demais
Sem mais
Aqui
Jaz
Um amor que já se foi
É… não tô bem

Não precisa nem passar depois
Pra ver se ela repôs
Tudo aquilo que cê foi
E quando se foi
Tudo aquilo que se foi
E quando cê foi

Não deu tudo errado o tempo todo

20110723143007

Eis a nossa tendência quando algo não tem o desfecho que a gente esperava, logo vamos dizendo “Que droga! Deu tudo errado!” Há tanto o que se pensar sobre isso…

A primeira questão é: o que é que nós, meros mortais, sabemos da vida, afinal? Quem foi que disse que o ‘dar certo’ teria que coincidir exatamente com a nossa expectativa? Por milhares de vezes eu já quis muito alguma coisa e até chorei, praguejei contra ao vento, quando a tal coisa não aconteceu como eu queria. “Mas que droga! Por que é que tinha que dar tudo errado?” Mas também não foram poucas às vezes que depois eu dei graças a Deus por as coisas não terem acontecido do meu jeito. Concluí que foi melhor assim.

“Nada acontece por acaso”, “Há males que vêm para o bem” , “Deus sabe o que faz”. Tudo frase-feita, tudo cliché, tudo verdade. E que bom que as coisas não seguem os nossos planos! Não só porque muitas vezes nós erramos feio nas nossas vontades, mas também porque a vida seria extremamente chata se seguisse um roteiro (ainda que você tenha certeza que o seu roteiro é impecável! O meu, por exemplo, inclui o John Mayer gravando uma música escrita por mim!)

Mas quando se trata de fim de relacionamento, então! Essa sensação de “AAAAh, deu tudo errado!” é quase sempre presente. Vamos pensar. Não deu tudo errado o tempo todo, nem que tenha sido por poucos meses, ou algumas semanas ou por um único dia tudo deu certo. Em algum momento as coisas deram certo, mas tão certo, que ambos creram no amor e deixaram o resto do mundo pra lá pra viver aquela coisa boa, só vocês dois. Mas… vai lá saber por que, não tinha que ser assim. E isso também não quer dizer que tenha dado errado.

O que hoje você chama de certo, poderá descobrir amanhã que é o errado. O que você chama agora de “dar errado” pode ter sido a melhor coisa que já te aconteceu. A gente sofre na vida porque nós não sabemos esperar , porque queremos tudo para ontem e tudo do nosso jeito. Take it easy! A Vida é boa e o Destino é um carinha bacana, eles são cautelosos e pacientes (ao contrário de nós). E, como já bem disse Tiago Iorc, nada como um dia após o outro. O tempo é que dirá se de fato deu errado ou não.

*Agradeço a Derick Dellasierra e Bruno Fontes pela inspiração desse texto.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑