Publicado em Sobre Música, Sobre o Amor

Daquilo que cê foi – Gabriel Rangel

10719305_957529137597264_458077431_n

Entra, pode ficar
Mas não esquece
De deixar aquele pedaço
Que nos fez virar
O que não somos
Não somos mais
Sem mais
Aqui
Jaz
Um amor que já se foi
‘Oi, tudo bem?’

Não esquece de passar depois
Pra ver se ela repôs
Tudo aquilo que cê foi
E quando se foi

Entra, pode buscar
Mas não esquece
De levar suas memórias
Que ontem cê deixou
Não é nada demais
Sem mais
Aqui
Jaz
Um amor que já se foi
É… não tô bem

Não precisa nem passar depois
Pra ver se ela repôs
Tudo aquilo que cê foi
E quando se foi
Tudo aquilo que se foi
E quando cê foi

Autor:

Thaís tem 25 anos, é formada em Letras pela UFF e recentemente concluiu o mestrado em Literatura Brasileira. Adora dar aula e sempre que dá leva alguma música. A Thaís acha o Machado de Assis o escritor mais genial e totalmente incrível de todos os tempos e na música não há outro como John Mayer. Ela sabe fazer um brigadeiro muito bom, mas garante que escrever é o que de fato ela sabe fazer de melhor nessa vida.

Um comentário em “Daquilo que cê foi – Gabriel Rangel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s