Publicado em John Mayer, Sobre a Vida, Sobre o Amor

Não deu tudo errado o tempo todo

20110723143007

Eis a nossa tendência quando algo não tem o desfecho que a gente esperava, logo vamos dizendo “Que droga! Deu tudo errado!” Há tanto o que se pensar sobre isso…

A primeira questão é: o que é que nós, meros mortais, sabemos da vida, afinal? Quem foi que disse que o ‘dar certo’ teria que coincidir exatamente com a nossa expectativa? Por milhares de vezes eu já quis muito alguma coisa e até chorei, praguejei contra ao vento, quando a tal coisa não aconteceu como eu queria. “Mas que droga! Por que é que tinha que dar tudo errado?” Mas também não foram poucas às vezes que depois eu dei graças a Deus por as coisas não terem acontecido do meu jeito. Concluí que foi melhor assim.

“Nada acontece por acaso”, “Há males que vêm para o bem” , “Deus sabe o que faz”. Tudo frase-feita, tudo cliché, tudo verdade. E que bom que as coisas não seguem os nossos planos! Não só porque muitas vezes nós erramos feio nas nossas vontades, mas também porque a vida seria extremamente chata se seguisse um roteiro (ainda que você tenha certeza que o seu roteiro é impecável! O meu, por exemplo, inclui o John Mayer gravando uma música escrita por mim!)

Mas quando se trata de fim de relacionamento, então! Essa sensação de “AAAAh, deu tudo errado!” é quase sempre presente. Vamos pensar. Não deu tudo errado o tempo todo, nem que tenha sido por poucos meses, ou algumas semanas ou por um único dia tudo deu certo. Em algum momento as coisas deram certo, mas tão certo, que ambos creram no amor e deixaram o resto do mundo pra lá pra viver aquela coisa boa, só vocês dois. Mas… vai lá saber por que, não tinha que ser assim. E isso também não quer dizer que tenha dado errado.

O que hoje você chama de certo, poderá descobrir amanhã que é o errado. O que você chama agora de “dar errado” pode ter sido a melhor coisa que já te aconteceu. A gente sofre na vida porque nós não sabemos esperar , porque queremos tudo para ontem e tudo do nosso jeito. Take it easy! A Vida é boa e o Destino é um carinha bacana, eles são cautelosos e pacientes (ao contrário de nós). E, como já bem disse Tiago Iorc, nada como um dia após o outro. O tempo é que dirá se de fato deu errado ou não.

*Agradeço a Derick Dellasierra e Bruno Fontes pela inspiração desse texto.

Autor:

Thaís tem 25 anos, é formada em Letras pela UFF e recentemente concluiu o mestrado em Literatura Brasileira. Adora dar aula e sempre que dá leva alguma música. A Thaís acha o Machado de Assis o escritor mais genial e totalmente incrível de todos os tempos e na música não há outro como John Mayer. Ela sabe fazer um brigadeiro muito bom, mas garante que escrever é o que de fato ela sabe fazer de melhor nessa vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s