Publicado em Poesia

Say

People wait death to say ‘I love you’.
People wait death to say ‘You were important to me’.

People wait death to say beautiful things
To ears that became unable to hear.

People wait death to say ‘I’m gonna miss you’.
People wait death to say ‘You were an amazing guy’.

People wait death to show affection
To cold bodies unable to shake hands.

So give your friends a hug, ask them out;
Say how great they are, play cards together.

So give your lover a kiss, sing her a song;
Say how smart she is, spend a rainy day together.

People wait too long to say what they need to say
And without knowing these things, people die everyday.

 

Thaís Bartolomeu

Publicado em Sobre o Amor

O que é namorar?

1244849996454_f

Namorar: um conceito complexo e de difícil definição. Difícil dizer o que ele representa, quais são suas regras, se é que elas existem, os acordos que pressupõe e o que de fato implica na vida das pessoas envolvidas.

O conceito de namoro foi ganhando para mim novas formas com o passar do tempo. Para mim namorar por muito tempo quis diz ter encontrado o amor da sua vida. Essa foi a primeira ideia que caiu. Já pensei também que namorar fosse ter alguém pra ficar te dizendo coisas românticas o tempo todo e te ligando direto pra dizer que te ama. A verdade é que pra mim, por muito tempo, a palavra ‘namoro’ estava intimamente ligada com a palavra ‘amor’. Achava que se você namora é porque você ama e, logo, você tinha que dizer isso pra outra pessoa quase com a mesma frequência com que você respira. Ainda bem que o tempo passa, a vida ensina suas lições e a gente vai amadurecendo. A ideia que eu tenho de namoro hoje em dia é totalmente outra.

Namorar pra mim não é ter que ligar todo dia, não é ter que se ver pelo menos aos fins de semana, não é ter dias certos pra se ver.

Namorar pra mim não é ter que apresentar pra família, não é ter que estar junto em todos os eventos, não é ter que fazer tudo junto.

Namorar pra mim não é deixar de sair só com seus amigos pra sair apenas quando a pessoa for junto, não é ter que ficar sempre dizendo com quem você está e o que vai fazer.

Namorar pra mim não é algo de que se faça alarde, que você precise expor com detalhes ao mundo todo. Eu aprendi que quanto mais você tem a capacidade de ser feliz para si, deixando saber apenas os poucos que se importam, mais intensa e duradoura será a sua felicidade.

Namorar para mim é um momento em que se chega quando os dois simplesmente param de procurar por outras pessoas, quando se sentem satisfeitos um com outro. Ousaria dizer mais completos, mais felizes por desfrutarem agora da companhia um do outro.

Namorar para mim não é criar uma cela de ciúmes para aprisionar a outra pessoa, não é querer dominar a outra pessoa, ter a outra pessoa pra si.

Namorar para mim é saber que aquela pessoa é a única com quem você quer estar naquele momento da sua vida. É uma forma de dizer, citando Renato Russo, “quero ficar só com você!”. É uma forma de mostrar que aqueles momentos não são banais e que aquela pessoa é realmente especial pra você, que é ela quem você quer agora.

Namorar pra mim é poder viver uma relação com a tranquilidade de que o afeto de vocês é apenas um do outro, não importa se estão longe, se estão sem se ver há alguns dias ou se estão vendo mais os amigos do que um ao outro.

Namorar na verdade é muito bom! É pena que a maioria das pessoas estraga esse momento tão delicado, dos apelidinhos carinhosos, da descoberta um do outro nos mais diversos sentidos e de tantas coisas tão singulares com inúmeras chatices, precipitações e cobranças sem fim.

Namorar sempre seria bom se as pessoas não se preocupassem em criar quase um manual do namoro querendo ‘deixar coisas claras’ , ‘combinar como vai ser’ e outras formalidades que além de serem desnecessárias são bastante estressantes.

Nada melhor do que os acordos mútuos e casuais, do que coisas que se estabelecem sem nem perceber. Nada é melhor do que se sentir livre acima de tudo, se sentir confortável, à vontade com a outra pessoa.

Namorar é fruto de uma identificação diferente, onde há sim o desejo, a paixão, mas também a amizade, as afinidades, o companheirismo, aquelas coisas que só fazem sentido e só tem graça pra vocês dois. Se não tiver isso não adianta.

Namorar… Bem… Não sei bem como terminar esse texto. É melhor eu apenas encerrar dizendo ‘O namoro acontece’.

Publicado em Sobre a Vida

10 Vantagens de ter um gato

68994_1524888277753128_7677273789293543908_n

Essa semana eu comemorei o meu primeiro mês junto com mais novo e fiel companheiro, o meu lindo gatinho Johnny Dylan.
A minha família nunca foi muito afeita a animais de estimação e os poucos que passaram pela nossa casa ficaram por muito pouco tempo. Quando me vi pela primeira vez na vida com uma casa inteira só pra mim tive a mesma ideia de Deus quando viu Adão sozinho no Éden e fui tratar de arrumar um companheiro pra mim.
Com a ajuda da minha querida amiga Luíza adotei o Johnny de uma clínica que cuida de bichinhos órfãos/abandonados. Antes de ele chegar eu até quis desistir, fiquei com medo de não saber cuidar direito, de não ter dinheiro pra comprar as coisinhas dele… Mas a Luíza me encorajou a seguir em frente com a minha ideia e hoje eu vejo que foi a melhor coisa que eu fiz!
E que esse post possa incentivar as pessoas a adotarem um gatinho também! Não há nada melhor! ^_^

10 Vantagens de ter um gato:

1- Gatos são quietinhos

A minha maior alegria foi descobrir que se eu passar uma tarde toda lendo ou escrevendo ele vai ficar quietinho bem ali perto de mim!

2- Gatos gostam de dar e receber carinho

Porque não tem nada melhor do que fazer um carinho da barriguinha dele e ver ele fechando os olhinhos todo feliz! E os gatos sabem retribuir muito bem brincando com o seu pé.

3- Gatos não crescem muito

Deus sabe o quanto eu gosto de tudo que é pequeno nesse mundo!

4- Gatos tem mais noção de higiene do que muita gente

Eu fiquei boba de ver como realmente eles só fazem as necessidades deles na caixinha de areia. Você não precisa ter medo porque eles não vão sujar a casa toda.

5- Gatos são fofos!

Acho que esse motivo nem precisa de maiores explicações! Quem não gosta de coisas fofas?! ❤

6- Gatos comem pouquinho

É bom saber que você não vai ter que gastar horrores com ração.

7- Gatos respeitam os livros

Foi uma conclusão que eu cheguei mas não sei explicar o fundamento.

8- Gatos não deixam você se sentir sozinha

Porque mesmo quando você estiver tristinha ou meio deprê, sem nada pra fazer ou algo assim, lá estará o seu gato firme e forte deitadinho do seu lado.

9- Gatos são lindos!

Pesquisas apontam que ficam atrás apenas dos Pandas em matéria de lindeza.

10- Gatos são felizes com muito pouco

Basta uma bolinha de papel ou qualquer outra coisa do tipo e eles brincam uma tarde inteira na maior alegria!

Esse foi um post bem curtinho e bem resumidinho, cheio de palavrinhas no diminutivo porque desde que virei mãe do Johnny fiquei assim!
E segue aqui embaixo o link para a página da clínica veterinária de onde adotei o Johnny, há muitos outros gatinhos lindos por lá esperando por uma casa nova também! ^_^

Veterinária SOS

Publicado em Sobre a Vida, Sobre Música

Você acredita em superação?

superação

O ano ainda nem acabou e eu já estou aqui, de certa forma, fazendo um balanço das coisas que vivi e venci nesse em 2014. Acho que se eu tivesse que escolher uma palavra-chave para representar esse meu ano, ela seria SUPERAÇÃO.

Eu, particularmente, acho que esse ano passou muito rápido, mas agora parece que tudo na vida vai mesmo passar como um flash diante dos nossos olhos. Parece que foi ontem que eu estava em janeiro, de férias, super insatisfeita com diversas coisas na minha vida e nas mais diferentes áreas. Coube a mim superar tudo isso.

Nesse ano eu consegui vencer o meu medo de estar sozinha, tanto no sentido emocional quanto no sentido de estar em um lugar desconhecido, consegui perder o medo de mostrar ao mundo as coisas que eu escrevo, consegui emagrecer 10kgs, que era uma coisa que eu realmente queria muito, e também consegui romper com certos modos de pensar muito ingênuos que me faziam perder a melhor parte da vida. Mas há sempre muito a superar.

No fim do mês passado meus queridos amigos da banda Expresso 7 lançaram seu primeiro EP que se chama justamente ‘Superação’ e que tem uma música perfeita com esse mesmo título. E desde que o EP foi lançado eu ouço todas as música praticamente todo dia e inclusive já rascunhei textos sobre todas elas (me aguardem!), porque todas têm letras incríveis. Mas hoje é a vez de falar de superação.

Os primeiros versos dessa música parecem que foram feitos para mim:
“Mais uma vez
O tempo me ensinou
Que não se deve ter medo
Daquilo que te faz feliz”

É assustador pensar na quantidade de coisas que a gente gostaria de fazer na vida mas que acabamos não fazendo por algum medo bobo que nem sabemos explicar direito. Mas realmente, é só o tempo que nos ensina que a nossa felicidade deve estar sempre em primeiro lugar e que deve estar acima de qualquer temor.

‘Superação’ é uma música que nos faz pensar na vida, no que já passamos até chegar aqui, nos nossos erros, nas coisas que precisamos melhorar. Eu não consigo ouvi-la sem parar pra fazer essas análises. Ela tem uma mensagem muito forte que os meninos conseguem passar com muita intensidade, não só porque conta um pouco da história deles individualmente e como banda, mas porque ela parece ter a capacidade de criar uma identificação com qualquer pessoa que esteja ouvindo. Isso é incrível!

A música é uma forma de arte que tem uma linguagem singular, carregada de ritmo e poesia. Quisera eu conseguir transmitir tudo isso somente com minha prosa escassa! Por isso eu demorei para pensar no que mais eu poderia dizer para dar conta desse sentimento de vontade de libertação que essa música me passa. Acho que as minhas palavras são muito pobres para isso. Então resolvi encerrar esse post com o meu trecho preferido dessa música e deixar aqui o link da música para quem ainda não ouviu. Espero que vocês gostem e comentem aqui se sentem o mesmo que eu quando escutam ‘Superação’! 😉

“Eu cansei de esperar
Se eu não tentar lutar minha vez não vai chegar
Preciso ir atrás do que eu anseio
Superando os meus medos, minha vontade de parar

A vida nos ensina, se você for descansar ela vai passa por cima
Por cima dos seus sonhos, da sua realidade
Por isso vou me impondo, mostrando minha verdade

Minha palavra chave é a superação
Se eu for seguir em frente, eu não vou correr em vão
Não vou ser padronizado com essa forma de pensar
Me sentir acorrentado por medo de fracassar

Vivemos em um tempo que é preciso questionar
Temos que abrir a mente e começar a enxergar
Buscando um novo rumo nessa minha trajetória
Sigo sem olhar pra trás e escrevendo a minha história”

Superação – Expresso 7

Publicado em Sobre o Amor

Não vá perder a hora certa com a pessoa errada

untitledçe

Não é difícil saber que a pessoa errada é a pessoa errada. Isso quase sempre fica bem na nossa cara, o que acontece é que a gente escolhe olhar pro lado e não enxergar a verdade.

A vida vai nos dando sinais, vai mostrando que aquele cara não tem nada a ver com você ou que não gosta de você tanto quanto você gosta dele e que está com você só por estar.

E tudo te mostra que ela não se importa com o que você sente, que não te entende ou que só quer ter alguém para sair sábado a noite de mãos dadas.

Você é esperta, sabe que o carinho é minguado, forçado e que ele não sente a sua falta,  que ele te chama de amor sem te amar.

Você não é bobo, já percebeu que ela gosta mais de tirar selfies com você do que conversar sobre como foi o seu dia. Ela quer que saibam que ela não está sozinha.

E a gente fica naquela de não querer ver o que está a um palmo do nosso rosto, de que a pessoa com quem estamos gastando o nosso precioso tempo e espectativas é a pessoa errada.

Mas mesmo assim a gente quer tentar, quer achar que não é tanto assim e que estamos bem juntos. Colega, você está se iludindo. Não é recíproco, você sabe. Você pensa uma coisa, ele pensa outra; você quer uma coisa, ela quer outra.

E depois de tanto pensar e repensar, depois de tanta luta, você decide não levar aquilo adiante. Sofre, chora um pouco e tira mais um tempo para pensar e repensar. E é aí que você se dá conta de que foi ter bom conseguido arrumar forças não sei onde pra sair daquele relacionamento.

Quem dera fosse tão fácil reconhecer a pessoa certa como é fácil reconhecer a pessoa errada! Mas já é alguma coisa. Saber que a pessoa com quem você namora/gostaria de namorar não é a pessoa certa já te dá a chance de não perder a hora certa com a pessoa errada.

Mas a pessoa certa, onde estará?  (To be continued…)

Publicado em Sobre Escrever

A Inspiração é uma força gravitacional

IMG_20141107_152057
Meu quarto ^_^

Eu não sei muita coisa de física, mas tenho a impressão de que, pelo menos no meu caso, a Inspiração e o Sono são duas forças opostas.

Chego em casa tarde da noite, faço um carinho no meu gato, tomo um banho, como alguma coisa e eis que surge então o meu primeiro dilema: dormir ou ficar trocando mensagens com meus amigos? Neste primeiro confronto em todas as vezes ganha a segunda opção. E sigo conversando noite a dentro até que todos estejam dormindo e eu fique sozinha no reino outra vez.

Round 2: ir dormir ou ler alguma coisa? Bem ao lado da minha cama fica a minha estante, dividida em cinco prateleiras. Em quatro delas os meus livros ficam separados por categorias que geralmente tem a ver com a origem da produção literária, literatura brasileira, portuguesa, inglesa, francesa, norte-americana e por aí vai.

Sendo eu uma compradora compulsiva de livros, sempre tenho ali algum livro novinho me esperando para ser explorado. Daí eu penso nos meus professores do mestrado, na quantidade de coisas que eles já leram e no quanto eu ainda não li nada nessa vida… Penso no quanto eu ainda preciso ler. Penso, penso, penso e a segunda opção acaba ganhando de novo.

Como eu costumo receber sempre boas sugestões a respeito de que livros comprar, é comum que eu me depare a esta altura da madrugada com algo genial. Por ‘esta altura da madrugada’ leia-se algo em torno de 3h ou 4h da manhã. É bem nesse momento que coisas estranhas começam a me acontecer.

Os meus olhos começam a querer fechar-se contra a minha vontade, a cabeça começa a pesar e então eu me dou conta de que o meu corpo já não está mais suportando estar ativo e que precisa entrar em repouso. Eu pego um dos marcadores da minha coleção, o coloco na página em que parei, fecho o livro e o ponho na mesa que fica à direita da minha cama, junto com alguns outros que estão com a leitura por terminar. Apago a luz, pego a coberta, deito-me com o abdomem para cima e minhas mãos ficam inquietas sobre ele. Logo me viro para um lado, então para o outro, me cubro, me descubro e logo descubro que começou a homérica luta entre as duas forças que mencionei no início. Inspiração x Sono: A batalha final.

A minha experiência já me fez ver que essas duas forças são realmente poderosas, nenhuma nunca quer ceder e eu sempre fico tentando não reagir a nenhuma delas. É impossível! O empate não é uma opção, elas não entram em acordo, é preciso que haja apenas uma vencedora.

O meu cérebro me orienta a dormir, minha consciência me convence de que é o melhor a se fazer, afinal em poucas horas eu precisarei estar de pé outra vez para mais um dia cheio e meu corpo vai precisar estar descansado. ‘Bobagem!’ , me diz a musa ao ouvido, “Você deve escrever!”.

Eu não mencionei, mas na quinta divisão da minha estante ficam os meus cadernos. São meu confessionário, minha fonte dos desejos, são o palco em que eu atuo. Nos meus cadernos eu escrevo tudo o que acontece ao redor de mim, coisas que são só minhas e também muitas das coisas que depois eu venho postar aqui. E tão logo a Inspiração começa a exercer sua força sobre mim, eles começam a me encarar dizendo “Vamos, escolha logo um de nós e comece a escrever!”. Finalmente eu me rendo a esses doces apelos, nada de dormir (mais uma vez).

Depois de pensar bastante sobre isso tudo e de conversar com meu amigo quase-físico, conclui que a força do Sono é uma força de resistência, enquanto a força da Inspiração é uma força gravitacional. O Sono vai tentando parar o meu corpo mas a Inspiração me puxa com toda a sua intensidade, quer me fazer descer ao papel de todo jeito. E a massa do caderno, infinitamente maior do que a da minha modesta mão direita, acaba por atraí-la até às suas folhas sem chance de fuga.

E ao cabo de algumas horas sai o texto pronto. Às vezes conto, às vezes poema, às vezes uma reflexão qualquer. E é geralmente assim que o meu dia nasce feliz, quando o mundo inteiro acorda e eu finalmente vou dormir depois de ter cumprido a minha missão. Porque escrever é só o que eu sei fazer, e acho que é a melhor contribuição que eu posso dar ao mundo. E não me importa que eu tenha que viver esse embate de forças opostas por quase todas as minhas noites, contanto que a força resultante dessa batalha seja sempre um texto cheio de sinceridade e poesia.