Publicado em Poesia

E você sorriu pra mim (soneto)

estações

Eu estava aqui no quarto a toa
Tentando rimar romã com travesseiro
Quando lembrei daquela noite boa
E dos nossos doces beijos de janeiro.

Você fazia músicas sobre quem passava
E enquanto eu tentava disfarçar o riso
Entre um acorde e outro você me beijava.
Como eu adoro esses seus improvisos!

E você sorriu pra mim quando eu disse
O quanto gosto de te ouvir tocar.
Como conhecer você e não se apaixonar?

E acho que quem passasse e nos visse
Iria dizer que formamos um belo casal.
Ainda teremos tempo de mudar nosso final?

Thaís Bartolomeu

Autor:

Thaís tem 25 anos, é formada em Letras pela UFF e recentemente concluiu o mestrado em Literatura Brasileira. Adora dar aula e sempre que dá leva alguma música. A Thaís acha o Machado de Assis o escritor mais genial e totalmente incrível de todos os tempos e na música não há outro como John Mayer. Ela sabe fazer um brigadeiro muito bom, mas garante que escrever é o que de fato ela sabe fazer de melhor nessa vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s