Como coisa que se escreve na areia da praia…

tumblr_ld57c2vPg11qber8m

Como coisa que se escreve na areia da praia, seja por inspiração da paisagem ou por recordação que nos vem à mente sem querer, assim é o amor insistente. Quando não é atropelado por alguém que caminha despreocupado, é a tua palavra ali escrita desfeita por inesperada onda. Assim é o amor insistente, aquele que se está a escrever eternamente em superfície fugaz, só pelo prazer que se sente em deixar na natureza a tua marca. Mas é marca efêmera, logo passa. Logo é levada a passar. O instinto de quem ama é insistir, e é mania de quem escreve querer escrever em todo lugar. É natural a ilusão humana de que as coisas foram feitas pra durar. O amor insistente é a luta constante de querer continuar a escrever na areia da praia, mentindo sempre a si mesmo, como se as ondas e os pés alheios fossem coisas que se pudessem dominar.

Wolverine

Wolverine_Heart_Juniors_Blue_Shirt_POP

E eu fui descobrir então
Que esse meu mutante coração
É que nem o Wolverine.

Tem um passado obscuro
(nem ele se lembra de tudo)
Mas passou por poucas e boas!

As lembranças que às vezes vem
Quase nunca lhe fazem bem
(sofreu nas mãos de cruéis pessoas).

Já esteve à beira da morte
E só sobreviveu porque é forte
E consegue se regenerar.

Acho que esse deve ser
Entre todos, o melhor superpoder:
Ser capaz de recomeçar.

Thaís Bartolomeu – 2015

Epílogo

xeque-mate01

E quando acaba
O que fica?
O choro dela
O casaco dele
Sensação de perda
Uma grande incompreensão.
.
Talvez
.
E quando a noite cai
De novo a pergunta
‘Por quê?’
Foi erro seu?
Foi mentira dele?
.
Talvez
.
Outra grande decepção.

(Talvez você sonhou demais
E ele falou de menos
Talvez você amou de mais
E ele só mais ou menos)

Thaís Bartolomeu – 2015

Blog no WordPress.com.

Acima ↑