Publicado em Entrevista

Entrevista com o escritor Alexandre Guimarães

doce 1

  • Como/quando a escrita apareceu na tua vida como forma de expressão? 

Aos meus 11 anos de idade. Eu li um poema do Vinícius de Moraes e me apaixonei por literatura. Decidi que eu iria usar as palavras para me expressar. 

  • Há quanto tempo você já produz textos literários? Como tudo começou? 

Como eu disse acima, aos meus 11 anos de idade. Eu estava lendo “Antologia Poética” do Vinícius e me apaixonei. Foi algo meio que surreal. 

  • Os textos que você publica são realmente como cartas, como você mesmo diz na descrição da sua página. De onde surgiu essa ideia da escrita através de cartas? 

Isso é bem engraçado. Eu queria escrever para as pessoas, para que de alguma maneira eu pudesse levar paz e conforto para elas através das minhas cartas. Decidi usar as cartas porque é uma coisa bem simples, mas que pode mudar o dia de alguém. 

  • Quando e por que você resolveu começar a divulgar os teus textos na internet? Como surgiu a ideia da página? 

Eu não queria mais guardar para mim. Resolvi divulgar no ano passado, quando algumas pessoas disseram que eu deveria expor isso. A ideia da página é bem engraçada. O primeiro poema surgiu em um supermercado. Era um dia chuvoso e quando cheguei em casa resolvi publicar o poema. A recepção foi muito boa. No final do poema eu coloquei: “continua”. Dois dias depois eu publiquei um novo poema e a recepção aumentou. Daí eu decidi criar a página e está sendo isso que você vê hoje.

d d1

  • Como foi e tem sido pra você essa recepção tão boa (e até rápida) dos teus textos nas redes sociais? 

Assustadora, eu diria. Eu não esperava tudo isso. Mas é algo maravilhoso. 

  • A ideia do livro “Doce Desconhecida” já era um projeto antigo ou surgiu por causa da página?  

Surgiu por causa da página. 

doce 3    doce

  • Comente um pouco sobre como foi a preparação deste livro e quais são os projetos atuais relacionados a ele. 

A preparação foi muito rápida. Com apenas duas semanas de página recebi proposta de três editoras para publicar o meu livro. Ah, eu não gosto de planejar, deixo acontecer. 

  • Você já está pensando em publicar outros livros? 

Ainda não. Mas quem sabe em alguns anos. 

  • O que mais te inspira a escrever ? Quais são as suas influências e referências? 

O nada. A tristeza, uma música, um passarinho. Depende muito. Eu amo o Vinícius, Drummond, Leminski, Mario Quintana, Bukowski, Clarice Lispector, Caio Fernando de Abreu, Guimarães Rosa… 

  • Qual é o seu maior sonho como escritor e o que mais te move a continuar escrevendo?  

O meu maior sonho está sendo realizado. Publicar um livro e ser reconhecido. Como diria a Clarice: “Quando não escrevo, estou morta”. 

doce 4

Para conhecer mais sobre os escritos do Alexandre, viste Doce Desconhecida no facebook.

Autor:

Thaís tem 25 anos, é formada em Letras pela UFF e recentemente concluiu o mestrado em Literatura Brasileira. Adora dar aula e sempre que dá leva alguma música. A Thaís acha o Machado de Assis o escritor mais genial e totalmente incrível de todos os tempos e na música não há outro como John Mayer. Ela sabe fazer um brigadeiro muito bom, mas garante que escrever é o que de fato ela sabe fazer de melhor nessa vida.

4 comentários em “Entrevista com o escritor Alexandre Guimarães

  1. Conheci a página dele por acaso. Me sinto profundamente tocada com as coisas que ele escreve. Ele tem o dom de transmitir aquilo que muitas das vezes sentimos, mas não queremos ou podemos confirmar.
    Adorei a entrevista.
    Ah! Conheci “Pra que dormir?” através de um grupo no Facebook.
    Beijos e sucesso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s