Se machucar é bom

hurtable

Esse post não é propaganda de band-aid nem muito menos uma campanha de auto-mutilação. É só algo pra gente pensar um pouco nas vantagens e nas coisas boas que ganhamos toda vez que a gente se machuca. E eu parto aqui do machucado físico para o machucado sentimental, que às vezes parece ser bem pior.

Eu comecei a pensar nesse assunto quando li a seguinte frase do John Mayer:

Stay hurtable. Stay human. Stay open. It’s always worth it.

Essa palavra hurtable não tem uma tradução muito usual para o português, mas ficaria mais ou menos

Continue machucável. Continue humano. Continue aberto. Sempre vale a pena.

E assim que eu li, eu logo li de novo e repeti pra mim mesma em tom de pergunta: Hurtable? 
Depois de alguma reflexão e de tentar juntar tudo isso que ele disse eu finalmente entendi sobre a importância de se machucar, de ser uma pessoa machucável. Se você se machuca é porque você tem sensibilidade e é isso o que de jeito nenhum nós podemos perder.

Fiquei com isso de se machucar e de sentir e de dor e me lembrei de uma das minhas frases preferidas do livro A culpa é das estrelas: A dor precisa ser sentida. E precisa mesmo! Há algum tempo atrás eu assisti uma reportagem sobre pessoas que não sentiam dor, que se cortam ou se queimam e nem se davam conta porque não podiam sentir dor. A dor precisa ser sentida!

E por mais horrível que seja passar por decepções e ter os sentimentos feridos por alguém, se machucar é bom! É prova de que estamos vivos e estamos tentando coisas! É preciso se manter humano, se manter sensível por mais que isso doa às vezes. É sempre bom lembrar que um corpo frio é um corpo sem vida.

E retomando a questão do curativo, também vale lembrar que hoje em dia tem band-aid de todo tipo, com várias estampas fofas e super-amorzinho! Você pode melhorar a aparência do seu machucado se quiser, por mais que ainda doa. Você pode transformá-lo em algo bonito de se ver. Eis a poesia! Eis a chance de fazer desse drama a sua hora! (Sempre vale a pena)

5

Blog no WordPress.com.

Acima ↑