Falei “Eu te amo” sem querer

IMG_20150522_021233

De todas as coisas na vida que a gente faz sem querer ou sem pensar direito, dizer “Eu te amo” por quem a gente está apaixonado é uma das que mais nos traz consequências!

E quem dera que fosse uma consequência só, aquela que mais se quer ouvir, chamada “Eu também te amo!” seguido de um felizes para sempre! Mas a vida gosta de ser múltipla e incerta, de modo que a gente nunca sabe o que poderá ouvir depois de um “Eu te amo” dito sem pensar.

Se ele foi dito por whatsapp ou chat do facebook ou qualquer whatever desses, você ainda pode tentar dizer: Eita! Foi o corretor! , caso a resposta do outro não seja o que você quer receber ou caso se faça o doloroso drama do visualizou-e-não-respondeu-mais-nada.

Nesse caso um “Eita, janela errada!” também resolve. Aí vai da sua criatividade e da sua capacidade de improvisação.

Mas se você insanamente disser “Eu te amo + o nome da pessoa”, aí já complica um pouco caso você não conheça pelo menos uma meia dúzia de pessoas com o mesmo nome. Se sair de um “Eu te amo, Bruno!” ou “Eu te amo, Gabriel!” ainda é de boa. Quero ver se for um “Eu te amo, Aristóteles!”.

De qualquer forma, o pior mesmo é o “Eu te amo”-sem-querer versão ao vivo. Aí tem que torcer muito pra ele ter se distraído com algo no celular ou com algum amigo que passou na hora e chamou “Ei, Aristóteles!”.

(Continua)

Blog no WordPress.com.

Acima ↑