Publicado em Filmes e Séries, Sobre a Vida, Sobre Ser Você

Não julgue um livro pela capa

Muita gente não sabe, mas o meu querido e amado livro da Jane Austen Orgulho e Preconceito iria originalmente se chamar Primeiras Impressões. Não sei bem porque a Jane resolveu mudar, mas de toda forma, o livro ainda tematiza muito isso de criar uma imagem muitas vezes equivocada de alguém baseada nas primeiras impressões que se tem da pessoa.

Apesar de todo mundo já ter ouvido o ditado “Não julgue um livro pela capa”, a gente ainda faz isso e muito na nossa vida! E no post de hoje eu queria ir ainda um pouco além, porque muitas vezes mesmo depois de abrir o livro a gente continua julgando mal. Por que será?

Algumas outras vezes já cheguei a dizer aqui o quanto eu acho que as pessoas são complexas. Ninguém é uma coisa coisa. Todos nós somos múltiplos, temos gostos e aptidões que as vezes parecem não ter nenhuma relação, tipo gostar de poesia e ser lutador de UFC. E mesmo não sendo tão radical assim, acho que todos nós temos as nossas “discrepâncias”.

E acontece que assim que conhecemos uma pessoa, nós temos acesso só a uma parte dela. Pode ser que a gente a tenha conhecido num dia ótimo e ela estava radiante, ou num dia totalmente bosta e ela estava por aí dizendo que nada na vida dela dá certo. Então se a gente for levar em conta aquele outro ditado que diz que “A primeira impressão é a que fica”, imagine quanta gente nós já excluímos da nossa vida porque tivemos o azar de conhecê-la em um dia em que estava vivendo um dia de cão?

Infelizmente o contrário também acontece muito! Às vezes começamos uma amizade com alguém que estava vivendo um momento da vida super legal e parecido com o nosso e por isso houve uma identificação quase total! Mas aí, vai passando o tempo, a vida vai trazendo novas circunstâncias e a gente acaba percebendo que aquela pessoa não tem tem nada a ver com a gente e que não é nada do que a gente pensava. E isso também acontece muito em relacionamentos amorosos.

E é por esse motivo basicamente que eu não acredito nesse tal “Amor à primeira vista”. Porque à primeira vista todo mundo é só 1% daquilo que é. Quem me ver batendo cabeça loucamente em um show de rock e achar que sou o amor da sua vida só por causa daquele momento estará cometendo um grande erro. Assim como um cara que vir toda fofinha declamando um poema meu em um sarau.

Nós não somos nem temos que ser só uma coisa. Eu não sou só a apaixonada por rock, nem só a poetisa, nem só a blogueira ou só a fã do John Mayer. Eu e todos nós somos muitas coisas! Como seria bom se todas as pessoas interessadas em nos conhecer tivessem a disposição de nos conhecer de verdade, de passar muito tempo conversando e sair juntos algumas vezes pra ver como nós somos nas mais diversas situações. Por isso eu acho que só ama de verdade quem conhece a pessoa por inteiro a aceita mesmo assim.

Então além de não se deixar levar pelas aparências, também não podemos nos prender a apenas uma lado de uma pessoa para querer entendê-la. Conhecer uma pessoa é uma tarefa que, infelizmente, poucas pessoas querem fazer hoje em dia. E assim vão se fazendo relacionamentos cada vez mais efêmeros e superficiais.

_____________________

Leia também Para quando você conhecer uma pessoa

Autor:

Thaís tem 25 anos, é formada em Letras pela UFF e recentemente concluiu o mestrado em Literatura Brasileira. Adora dar aula e sempre que dá leva alguma música. A Thaís acha o Machado de Assis o escritor mais genial e totalmente incrível de todos os tempos e na música não há outro como John Mayer. Ela sabe fazer um brigadeiro muito bom, mas garante que escrever é o que de fato ela sabe fazer de melhor nessa vida.

6 comentários em “Não julgue um livro pela capa

  1. Oi, vi esse post por acaso. Gostei muito do que você escreveu, falou a mais pura verdade nada é ou fica quando se é visto a primeira e depois a segunda vez… As pessoas realmente são muitas coisas como você disse. Parabéns pelo texto!!

  2. As pessoas são muito mais do que aquilo que nossos olhos podem ver, quando percebemos isso fica muito mais fácil ver a verdadeira beleza das pessoas e do mundo.
    Amei o seu texto, parabéns. Muito leve e cheio de verdades!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s