Publicado em Entrevista

Conheça a nossa banda – TuRBö

*Entrevista respondida por Ricardo Pigatto
1- Como e quando vocês se conheceram?
A formação atual começou encontrando o Rafa em shows na cidade onde ele mencionou a vontade de fazer um som autoral e me perguntando sobre o Flat Black Pack que estava parado, e que ele gostaria de participar caso eu retomasse o projeto.
O Thiago é meu cunhado e logo que nos conhecemos as idéias musicais bateram e resolvemos fazer um trio pra tocar Heavy/Thrash Metal e ele indicou o Netto para a bateria.
Quando resolvi reavivar o FBP fez sentido convidar os dois além do Rafa e eu estou 100% satisfeito com essa formação.
2- Como surgiu a banda? 
A banda surgiu em 2008 como um projeto para escrever músicas em portugues que tivessem a ver com o mundo do motociclismo, Harley-Davidson, Kustom Kultura e etc…
A primeira formação foi com amigos do meio motociclista e chegamos a fazer vários shows no estado do Paraná e São Paulo, mas por causa de outros trabalhos e disponibilidade dos integrantes escolhi dar um tempo.
Em 2012 eu saí da banda a qual eu dedicava a maior parte do meu tempo e por sempre ouvir gente perguntando se o FBP voltaria, gente cantando nossas músicas e querendo ver um show novamente, resolvi reavivar o projeto.
Logo que estabelecemos a formação já entramos em estúdio para gravar o primeiro EP e tivemos a sorte da sair em tour com o NAshville Pussy que é uma banda americana da qual somos fanzassos.
Antes do lançamento do EP resolvemos trocar o nome da banda por algo maís pronunciavel mas que ainda tivesse a ver com o mundo Kustom Kulture e por isso TuRBö.
3- Como funciona a composição das músicas? 
A principio eu crio as letras, riffs, bases e levo para a banda e arranjamos juntos.
Assim foram compostas as músicas que gravamos para o primeiro albúm que será lançado em breve, mas para um segundo albúm já estamos compondo as músicas juntos, os outros integrantes já estão trazendo idéias e riffs e por isso as músicas estão um pouco mais complexas e eu estou adorando o resultado.
4- Qual foi a primeira música autoral de vocês? Contem um pouco sobre a história dela.
A primeira música foi “Duas Rodas” que partiu do riff inspirado em Motörhead e a letra fala sobre a possibilidade de viver algo diferente do “normal”.
A principio todas as composições iriam tomar esse rumo, mas eu havia escrito de brincadeira outra música chamada “Manifesto Carnívoro” e quando mostrei para os outros integrantes eles além de rirem muito disseram que eu deveria compor mais músicas assim e ela acabou sendo o carro chefe nas nossas apresentações até agora.
5- O que vocês consideram a maior dificuldade para uma banda que está começando? Por quê?
A maior dificuldade é ser ouvido. Vivemos numa época onde a informação chega muito rápido e em quantidades enormes o tempo todo.
Todo mundo é bombardeado de convites para eventos, para escutar e curtir uma banda e a quantidade é tanta que ninguém para pra realmente fazê-lo.
Então se destacar e fazer com que alguém tire um tempo para pelo menos ouvir e decidir se gosta ou não é a maior dificuldade.
6- Vocês se lembram quando foi o primeiro show de vocês? Como foi?
Nosso primeiro show foi no bar Valentino a convite do Hocus Pocus Machine.
Foi engraçado porque ninguém sabia que era nosso primeiro show e todo mundo ficou surpreso com a performance e pelo fato de já ter gente repetindo alguns refrões que tinham acabado de ouvir.
7- Qual foi o pior e o melhor momento da banda de vocês até agora?
Acho que não passamos por nenhuma dificuldade inesperada, nenhuma tragédia ou algo assim, então não temos um pior momento por enquanto.
Entre nossos melhores momentos estão a tour com Nashville Pussy e a chance de viajar e tocar junto com nossos ídolos.
8- Quais são os projetos atuais de vocês?
Finalizamos a gravação e produção do nosso primeiro albúm e pretendemos lança-lo em breve, vamos iniciar ainda esse ano um tour pelo Brasil e também conseguimos aprovar um projeto pela Lei Rouanet para uma tour em 2016 junto com a banda Escopo.
9- Qual o maior sonho de vocês como banda?
Nosso maior sonho é conseguir viver apenas de música e fazer sempre shows com condições boas e todo o suporte técnico para apresentar pro público o que a gente tem de melhor.
10- O que a música representa pra vocês?
Sem uma trilha sonora para curtir cada momento da vida, vivê-la não teria graça nenhuma.
__________________________

Autor:

Thaís tem 25 anos, é formada em Letras pela UFF e recentemente concluiu o mestrado em Literatura Brasileira. Adora dar aula e sempre que dá leva alguma música. A Thaís acha o Machado de Assis o escritor mais genial e totalmente incrível de todos os tempos e na música não há outro como John Mayer. Ela sabe fazer um brigadeiro muito bom, mas garante que escrever é o que de fato ela sabe fazer de melhor nessa vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s