Publicado em Entrevista

Entrevista com Mateus Santana

Quando surgiu o seu interesse pela poesia?

Cara, essa é uma pergunta que nunca vou saber responder com precisão, eu antes dizia que tinha descoberto a poesia depois de grande já, em alguns acontecimentos da vida, porém, há alguns meses, minha mãe achou uma carta que escrevi pra ela, eu tinha entre 9 e 10 anos de idade, e nessa carta eu escrevia uma poesia e já sabia usar até o hífen rs. Então não sei ao certo quando surgiu de fato. Mas sei que isso potencializou-se quando pensei em criar a página.

Você se lembra da primeira poesia que escreveu? 

Então, como respondi na primeira pergunta, minha mãe achou uma carta minha de quando eu era criança, idade entre 9 e 10 anos e eu já escrevia pra ela uma poesia. E acho que além da pureza, da ingenuidade de uma criança, fiquei surpreso de como fiz uso das palavras.

Além da poesia, quais são as suas outras paixões? 

Eu tenho uma paixão enorme por dança, eu sou dançarino, e tenho isso como algo que me livra de muitas crises internas, sou apaixonado por música, aliás, por arte no modo geral, eu trabalho com cultura, estudo bastante sobre ela e é com cultura, com arte que penso em ganhar a vida, o que nesse país é bastante complicado. Mas se eu for falar de todas minhas paixões, vai dar um texto meio extenso rs. Eu sou curioso, então sempre tento fazer muitas coisas, gosto de esportes, já pratiquei capoeira, já fui jogador profissional, comecei aprender tocar alguns instrumentos, mas devido a correria e a necessidade de correr atrás da construção do futuro, tive que estacionar algumas atividades, mas volto em breve.

Quem te acompanha pelo facebook percebe que participa de diversos projetos culturais. Você pode falar um pouco sobre alguns deles e da importância que têm pra você?

(Antes queria ressaltar que tô amando essa entrevista e como as perguntas se conectam com minhas respostas anteriores, mesmo sem um saber qual será a próxima.)

Então, pra mim, cultura é o pilar da sociedade, independente de qual ou que cultura falamos. Eu luto muito por uma valorização da cultura na sociedade, por transformação social a partir dela. Isso atualmente é algo um pouco distante, pois o próprio estado não apoia, a própria sociedade por falta de empoderamento, desvaloriza, e o artista o fomentador de cultura vai fazendo as coisas muito no amor, aos trancos e barrancos. Meu foco com a cultura é empoderar a periferia, mostrar aos meninos de lá que eles podem, e que isso não é uma utopia.

Como surgiu a ideia da criar a página Controvérsias?

Criei a página pela necessidade de falar as coisas para algumas pessoas, porém eu não tinha coragem e usava a página como um diário pessoal, tanto que no início eu não divulgava, mas sempre tinha alguém que achava e elogiava.

A Controvérsias foi uma página que cresceu muito em pouco tempo. Como toda essa recepção positiva mexeu com você?

Isso é muito louco, a página deu um boom de repente e com isso, recebo muitas mensagens, muitos relatos, muitas pessoas que falam que minhas poesias são fonte de mudança na vida delas, que são mensagens que elas recebem exatamente quando precisam, e pra mim isso é mágico, nós que fazemos isso por amor, de graça, a motivação maior é saber que o que nós escrevemos muda vida de pessoas.

O que você considera como a sua maior realização como poeta até agora?

Dentre tantas, como ver meus textos rodando por aí, sendo compartilhados por páginas gigantes e que sou fã… acho que até agora é ver algo meu sendo tatuado, esse dia foi meio louco pra mim, e achei uma demonstração muito enorme de carinho, posso citar várias outras, mas hoje fico com essa.

Quais são os seus próximos projetos na poesia?

Bom, projeto eu tenho vários, alguns que sei que nem do papel vai sair rs. Mas o que tô bem focado e ansioso, é pro término do meu livro, fiz parceria com um Ilustrador chamado Luiz Batista, e estamos fazendo essa produção, que será feita totalmente independente. E quero muito ver logo o resultado disso.

Qual é o seu grande sonho como escritor?

Meu grande sonho como escritor, além de ter livros, de ser ter meus textos conhecidos e sendo usados como exemplos, eu quero conhecer pessoas, lugares, poder contar um pouco do meu trabalho por aí, ser uma referência, assim como tenho outros escritores atuais que são minhas referências

Que conselho você dá pra jovens escritores que estão buscando espaço para a divulgação de seus textos?

O primeiro de tudo que deve se aplicar em tudo, é a humildade, ser humilde sempre, mas não na falsidade, buscar tratar todos bem, e não aproveitar-se de oportunidades pra crescer de forma errada. Eu já tive diversas pessoas que me procuraram pedindo ajuda, e que no momento que achou oportuno, deu as costas e hoje nem fala mais, isso é bem chato. Estudar bastante, desenvolver e entender sua linha de escrita, e também estudar como fazer pra que isso fique bem apresentado às pessoas. E com certeza, nunca desistir ou ter medo de publicar algo. Entender o que o público gosta, e ser próximo dele, afinal, sem público, somos nada.

________________________________________

Para conhecer mais sobre o trabalho do Mateus visite https://www.facebook.com/controversiaspage/?fref=ts

Autor:

Thaís tem 25 anos, é formada em Letras pela UFF e recentemente concluiu o mestrado em Literatura Brasileira. Adora dar aula e sempre que dá leva alguma música. A Thaís acha o Machado de Assis o escritor mais genial e totalmente incrível de todos os tempos e na música não há outro como John Mayer. Ela sabe fazer um brigadeiro muito bom, mas garante que escrever é o que de fato ela sabe fazer de melhor nessa vida.

Um comentário em “Entrevista com Mateus Santana

  1. Vc é um gênio,ñ saiu de uma lâmpada,mas do meu ventre abençoado por Jesus e tudo que Ele abençoa nasve para brilhar,estrela.da minha vida te amo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s